ENCERRAM-SE OS 40 DIAS DE RENDIÇÃO

Quarenta dias de rendição foi o tema estudado e vivido pelos Pequenos Grupos de nossa igreja. Acredito que foi quarenta dias de confronto pessoal e espiritual, isso porque uma vida de rendição é sem dúvida uma vida de compromisso com a grande comissão instituída pelo nosso Senhor Jesus Cristo de testemunhar o seu evangelho em todos os ambitos de nossa vida. Aprendemos que render-se ao senhorio de Jesus requer: obediência, perdão, oração, consagração, dedicação a leitura da palavra, renuncia, testemunho e etc. A sociedade que ver o resultado dessa transformação de vida que o Senhor Jesus nos outorgou, ou saber verdadeiramente quem são esses que se renderam a Jesus como Senhor e salvador, o que eles tem feito em prol do Reino de Deus. Não podemos negar que o crescimento da igreja evangélica no país tem crescido de forma surpreendente. 

Conforme a revista 100 Dias que impactarão o Brasil da Junta de Missões Nacionais, em artigo escrito pelo pastor Roberto Amorim de Menezes, ele cita que no último senso entre 2003 e 2009 os evangélicos passaram de 17,9% para 20,2% do total de brasileiros. Estima-se que na próxima década seremos a metade da população. No entanto, creio que a questão mais importante para a obra missionária não é aquela que indaga pelos números – “quanto somos”? Mas aquela que pergunta pela nossa identidade – “quem somos”? A comunidade evangélica cresceu, mas os indicadores sociais continuam sendo desafiadores, o crack tornou-se uma epidemia, o numero de divorcio aumentou, a criminalidade tornou-se cena comum nas grandes e pequenas cidades, a violência contra a criança e a mulher ocupa espaço em todos os jornais do país, as florestas e os rios agonizam. Os sinais de apodrecimento social estão por toda parte e revelam a ausência daquilo que, na visão do Senhor, impediria tal processo – o testemunho de sua igreja. 

Faz parte da missão do sal preservar a vida e interromper todo processo de morte. Igreja só é igreja quando voltado pra “os de fora”. Precisamos como o Senhor Jesus nos aproximar de todo aquele que é socialmente evitado – o dependente químico, a pessoa com necessidades especiais, as crianças abandonadas, gente por quem o Senhor morreu. Quem teve o privilegio de compartilhar os 40 dias de rendição nos Pequenos Grupos, com certeza já estão prontos para viver de forma prazerosa o verdadeiro evangelho, pregando, discipulando, e multiplicando na vida da igreja Batista Centenário. Uma vida de rendição é uma vida de excelência e de profunda intimidade com Deus. Amém!

 

Pr. Zaqueu Salgado

Igreja Batista Centenário
Lugar de gente feliz e abençoada

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: