A Visão Missionária da Igreja

Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judeia e Samaria e até os confins da terra” (atos 1.8)

A “Grande Comissão” foi o ultimo e mais enfático mandamento do Senhor Jesus. Nele encontramos quatro ênfase da visão de Deus para sua igreja:

1-         O poder Propulsor da visão– A obra não é nossa, mas do Senhor, Ele mesmo capacita seus colaboradores. Daí a necessidade de sermos cheios do Espírito Santo. Paulo disse: “Minha mensagem e minha pregação não consistiram de palavras persuasivas de sabedoria, mas consistiram de demonstração do poder do Espírito”(1Co 2.4) se quisermos fazer discípulo, precisamos se revestidos de um poder sobrenatural, e este poder está à disposição, desde que rendamos totalmente nossa vidas a Deus.

2-         Cada Cristão cumprindo a visão– o nível do relacionamento com Jesus indicará a efetividade no testemunho; se diário e constante, se realmente Cristo é Senhor de nossas vidas, com certeza nosso testemunho será real.

3-         A Amplitude da Visão – Claro que devemos ter uma visão, mas a pergunta é: a minha visão é a mesma que a de Deus ou apenas parte dela? Meia obediência não é obediência. Atos 1.8 detalha a visão mundial: (a) Jerusalém- devemos ter uma forte visão urbana. Qual é a sua Jerusalém? (b) Judeia – é importante pesquisar a situação do evangelho no seu estado. Ainda existem cidades não alcançadas? (C) Sumária – Muitos pecados estão corroendo nossa nação. Entretanto, o maior deles é o cometido pelas igrejas na falta de evangelização (d)  Confins da Terra – Cristo morreu na cruz para salvar a humanidade. Precisamos alcançar o mundo todo

4-         O Tempo da visão – o texto indica ação simultânea. A Igreja deve desenvolver estratégias que alcancem ao mesmo tempo a cidade, o estado, a nação e o mundo.

Chega de “animamento” precisamos de um avivamento espiritual que transforme nossas igrejas e nos traga de volta às bases doutrinarias da Palavra de Deus; que nos leve a experimentar o que é descrito  em Gl 2.20 – Não mais eu, mas Cristo. Não mais minha vontade, mas a vontade dele; não mais meus planos, mas os planos dele. Como resultado, vidas serão salvas, igrejas serão plantadas e o nome de Cristo será glorificado desde nossas cidades até os confins da terra.

 

Edison Queiroz – Pr. da 1º  IB Santo André

Igreja Batista Centenário
Lugar de gente feliz e abençoada

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: